ARTE DECORADORA

Vidrotil_Zanettini

Painel de Vidrotil do arquiteto e professor Siegbert Zanettini. Para Zanettini, "o painel identifica o inicio da visita através de um logo-painel Casa Cor. Espaço, forma, luz, textura e cor, componentes essenciais da arquitetura, valorizando o lugar com clareza no respeito à história, apropriando-se de tecnologia avançada e marcando a contemporaneidade da arquitetura, pelo equilíbrio harmonioso entre razão e sensibilidade". Como Vidrotil mantém sua aparência vítrea por longos anos, o mosaico complementará o prédio da maternidade - construída em 1943 e tombado pelo Condephaat - por muito tempo.


Vidrotil Estrigas

Ao completar 65 anos, a J. Macêdo, fabricante de produtos alimentícios das marcas Dona Benta, Petybon, Sol, Brandini e Boa Sorte, resgatou a história e deu à Fortaleza um presente em forma de arte: uma reprodução da obra intitulada “Vicente Pinzón no Mucuripe”, de autoria do artista Estrigas, como é conhecido Nilo de Brito Firmeza. O painel foi confeccionado em mosaico Vidrotil e está aplicado na empena lateral do edifício-sede da empresa, em Fortaleza. A obra de Estrigas é um registro que redescobre Fortaleza através da história e da arte. Uma aquarela medindo pouco mais que 20 centímetros de altura homenageia o navegante espanhol Vicente Yáñez Pinzón (1461-1514) que, segundo importantes historiadores, chegou à costa brasileira no ano de 1500, poucos meses antes de Cabral descobrir o Brasil, em abril.
O feito não foi saudado pela Espanha por ir de encontro ao que estabelecia o Tratado de Tordesilhas — pela localização geográfica, o explorador estava em terras pertencentes a Portugal.

Vidrotil

O ambiente esteve exposto entre maio e julho na Casa Cor 2005, mostra de arquitetura e decoração, em São Paulo.
"Tive a intenção de criar um cenário de alegria e muita luz. Por isso optei por mosaico de vidro Vidrotil na cor verde transparente, salpicado com amarelo e azul para revestir todo o banheiro e reproduzir as nostálgicas bolinhas de gude. O formato irregular característico do material, textura e transparência compuseram o ambiente que pretendia criar", afirma a arquiteta Marí Ani Oglouyan.

Para tornar o ambiente mais irreverente e estimulante, o departamento de arte da Vidrotil reproduziu o desenho do artista plástico Gustavo Rosa em mosaico de vidro Vidrotil. "Sempre tive vontade de fazer uma experiência como essa. O resultado do trabalho ficou excelente. A irregularidade das peças deu musicalidade ao desenho", declara o artista

Comentários