PINGUINS DE GELADEIRA - RACHEL HOSHINO


"Quando criança, Rachel comia flores. Comia cores. Não só com os olhos. E tudo o que era somente branco a aborrecia".

"À mesa, sentia falta de cor, humor e descontração nas peças utilitárias de porcelana. Ficava imaginando o que faria para mudar isso. E escolheu fazer".

"Misturou a cultura japonesa que recebeu do pai, e a herança européia da mãe. O resultado: seu traço, seus motivos, combinam o sumiê e a art-nouveau, o mangá e Hundertwasser, os ideogramas e os bordados, os desenhos botânicos e o Flower Power, Issey Miyake e a Viena fin-de-siècle" (texto do site de Rachel).



Acabo de conhecer os trabalhos de Rachel Hoshino. Cada vez mais aprecio o povo e a cultura oriental.

Comentários