ACASO: CONSCIÊNCIA LIBERTADORA

  dados

A mente humana foi configurada para encontrar ordem onde ela não existe e frequentemente toma péssimas decisões com base nesses padrões imaginários. Programados para reconhecer padrões mesmo onde eles não existem, as pessoas têm dificuldades em enfrentar o acaso no dia a dia. A ilusão de que temos o conhecimento necessário para controlar as variáveis mais doidas do mundo cotidiano provoca equívocos nas mais diversas atividades.

Fracasso ou sucesso estão sujeitos a forças que nenhum sistema ou indivíduo pode controlar plenamente. A consciência do acaso pode ser libertadora.

Texto de Jerônimo Teixeira falando sobre o livro “O andar do bêbado” escrito pelo físico americano Leonard Mlodinow (parceiro de Stephen Howking no livro “Uma nova história do tempo” – matéria da Veja, ed. 2125, ago/09.

Comentários