02/11/2009

PAUSA PARA O DIA DE FINADOS

ESPIRITO INSCRIÇÃO PARA UM PORTÃO DE CEMITÉRIO

Na mesma pedra se encontram,
Conforme o povo traduz,
Quando se nasce - uma estrela,
Quando se morre - uma cruz.
Mas quantos que aqui repousam
Hão de emendar-nos assim:
"Ponham-me a cruz no princípio...
E a luz da estrela no fim!"

Mario Quintana - A Cor do Invisível

Um comentário:

Andrea Guim disse...

Mario Quintana é gênio, não?!
Beijins!!!

CABIDES DE PAPELÃO