LEMBRAR É POSSÍVEL, ESQUECER É PRECISO

esquecer
Assistindo uma defesa de tese na Unicamp fiquei interessada no livro “A arte de esquecer” de Ivan Izquierdo, citado por um dos integrantes da mesa. Já encomendei a obra e aguardo ansiosamente sua chegada pelo correio.
“Como e por que esquecemos ou precisamos esquecer? Esquecemos para poder pensar, esquecemos para não enlouquecer e para poder conviver e sobreviver. A arte de esquecer é um livro que nos mostra que somos uma combinação do que lembramos com o que esquecemos – nós como indivíduos, como família e como sociedade”.
O autor do livro é médico e neurocientista que nasceu em Buenos Aires. Atualmente mora em Porto Alegre. Naturalizou-se brasileiro em 1981. Trabalha em mecanismos da memória desde 1961, e já publicou mais de 500 trabalhos em revistas científicas de divulgação internacional e orientado mais de 40 teses de doutorado sobre o tema.

Comentários